Curso de Pintura em Porcelana

Para aprender a pintar porcelana basta querer.

Se você não tem talento, não leva jeito ou não sabe desenhar, então você está pronto para começar o seu curso. O currículo é simples: sentar e pintar. Nada de teorias; somente prática, muita prática.

A liberdade de criação é total; a professora só orienta. Em pouco tempo, dominam-se os manuseios de tintas, riscos, queimas e acabamentos.

A partir daí, fica-se à vontade para praticar aquilo que o curso melhor desenvolve, a criatividade. Não requer equipamentos sofisticados; aparatos ou parafernálias. Apenas paciência e o material básico são os essenciais.

Você é um artista. Só falta revelar-se. Basta um pincel na mão e uma idéia na cabeça.

Não há período letivo, o curso começa quando você chega.

Os cursos são administrados no atelier da artista no Rio de Janeiro. Também no atelier, são atendidos workshops para grupos de sete alunos.

Veja o passo-a-passo da técnica de pintura de grafismos desenvolvida por Maria Augusta Rebouças.

Para primeiros contatos, envie e-mail para mareboucas@globo.com e obtenha horários e condições do curso.

Depoimentos das alunas

"Dia de aula com Maria Augusta. Amanheço cheia de expectativas: pelo que vou aprender, em técnica de pintura em porcelana; pelo convivio das colegas; e mais, pela vivência humana solidária inigualável com Maria Augusta."
Diva Corrêa

"Comecei a pintar porcelana há sete anos. Até então não tinha noção do meu potencial artístico. Foi uma agradável  descoberta, que alia o "hobby" a um exercício de concentração. As aulas da Maria Augusta têm um tom informal sem perder a finalidade de ensinar as melhores técnicas."
Edla Chadrycki

 

"Técnica, precisão, criatividade e o bom gosto de suas aulas, são elementos que nos fazem aprender cada vez mais e ainda passarmos horas deliciosas nesse convivio semanal."
Isabel Ferreira

Passo-a-passo

1) Para o desenho geométrico que se pretende, dividir a peça de porcelana em parte iguais e concêntricas: 8, 16, 32, 64 vezes. Para isso usa-se com facilidade o marcador de papelão que aparece na figura. 2) Dividindo a lápis (especial para porcelana) em listas verticais.
3) Redividindo até 64 vezes. 4) Fazendo a margem.
5) Cortando as linhas verticais formando quadrados. 6) Fazendo a lápis o desenho pretendido.
7) Preparando a tinta com dextrina e água.
8) Cobre-se o desenho feito a lápis com a tinta, usando uma pena fina. 9) Prepara-se a tinta com óleo de copaíba.
10) Com pincel, cobre-se a parte que faz o fundo do desenho.
11) No resultado final, a margem foi pintada com cor contrastante.